Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Saudade que bate no peito

Saudade que bate no peito
E arrasta o mundo inteiro
Aonde me levou?

Eu abro os olhos, nada vejo
O seu rosto no espelho
É a ilusão que passou

Distante, meu pensamento voa
Quando a sirene soa
É hora de revirar

Mas digo com a voz rouca
Nesta lembrança boa
Que é hora de amar

Sonham os loucos nas esquinas
E os sãos em suas rotinas
Os bons tempos das canções

De serenatas pras meninas
Histórias das mais lindas
Que aquecem os corações

Tudo isso é saudade em nosso peito
Que arrasta o mundo inteiro
E agora me faz poetizar...
Mar de Oliveira Campos
Enviado por Mar de Oliveira Campos em 25/01/2007
Código do texto: T358665

Comentários

Sobre o autor
Mar de Oliveira Campos
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil
77 textos (5501 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/19 17:00)
Mar de Oliveira Campos