Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O silêncio, a chuva, as lágrimas e o homem solitário

“Oh! O silêncio das salas de espera
Onde esses pobres guarda-chuvas lentamente escorrem...”
(Mário Quintana)


Secadas ao sol
As lágrimas não dizem nada

Não há dor
Não há amor

Elas não dizem palavras...

Molhadas na chuva
As lágrimas gritam mágoas

Mas não têm cor
Nem odor...

E não dizem nada.

Pingadas na palma da mão

Enfim todas são em vão...

Não cantam nada.

E esses meus lamentos,
Esses meu lamentos...

Quem os ouvirá?
((EU))
Enviado por ((EU)) em 29/01/2007
Código do texto: T362434


Comentários

Sobre o autor
((EU))
Macapá - Amapá - Brasil, 35 anos
212 textos (13567 leituras)
3 áudios (320 audições)
1 e-livros (7 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/09/20 18:22)
((EU))