Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Saudade Pungente

                  Saudade pungente
                   
                    Ao por do sol
                    Luz ardente em mim
                    Espalhou seu calor
                    Por todo o meu jardim
                    Enquanto borboletas irisadas
                    Traziam beleza e cor
                    A minha vida descolorida...
 
                    Uma saudade chegou pungente
                    E fez-me recordar do meu amor
                    Que como éter se evolou
                    E nessa hora plangente
                    Fez morada em mim a nostalgia
                    Que se emaranhou nos vales
                    Da minha vida em desarmonia.
 
                    Nesse estado d'alma
                    Não me sentia uma criatura
                    Livre nem para derramar meu pranto
                    Estava presa numa armadura
                    Que me deixava em completa apatia
                    Gerada pela saudade que cultivei
                    No mais recôndito do meu ser.
 
                   Chegou a aurora radiante e me sacudiu
                   A dor que me consumia aos poucos
                   Perdeu força diante da luminescência
                   Do sol que espargiu raios em mim
                   Soltei meu canto, alcei um voo livre
                   Despertei do estado de inconsciência
                   E libertei-me da saudade que não tinha fim.
                   

Mena
Enviado por Mena em 06/05/2012
Reeditado em 12/08/2012
Código do texto: T3652424
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre a autora
Mena
Brumado - Bahia - Brasil
539 textos (118965 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/03/21 05:26)
Mena