Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Vício e delírio



Se tudo na vida fosse simples
Como seus olhos, teu ser
Os dias seriam mais tranqüilos...
Amenos ... seria sempre outono ...
   
E a brisa envolvente selaria
Para sempre  os ais ... o eco ,
Que ecoam pelas fretas das casas.
Pelas paredes, pelas fissuras...

E que delírios esses ecos selariam
Em todas as alcovas, em todos os lares....
Delírios ... sonhos ... inesperados,
Assolariam e devastariam seus semblantes.


E todos se entregariam a esse
Vício intenso, a esse desejo...
Mais rapidamente que a droga e
Seríamos entes, e de belas ...

Seríamos feras que necessitam de corpos
Fechados, acorrentados para nunca mais
Se embriagar de deleites , e quem nos
Representaria a partir deste dia.

E entre vícios e delírios
Teu selo tomaria e de ti ,
teu maior desejo
Seria meu...  meu ... até no infinito.
 
Tu sabes
Tu sabes, que o amor ,
Pôr vezes nos faz mal,
Lentamente perdemos a cor,

Longe do amor que nos tira do normal.
Sem teus lábios peregrino,
Sinto a dor do momento , a angustia
De viver pôr instantes longe do sino,

Que soa em minha mente, sim sentia...
Ao raiar da aurora,
A dor suaviza
Meu desejo aflora.

Somente tua imagem tranqüiliza,
Os loucos desejos de ir embora,
Tua voz me alucina...
E meu ser enfim se realiza.


Nina mel
Enviado por Nina mel em 28/07/2007
Código do texto: T582593


Comentários

Sobre a autora
Nina mel
São Carlos - São Paulo - Brasil
45 textos (2961 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/05/21 07:41)