Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Luto de amigo

chegou bem devagar,
um oi, ou um ola,
curioso, lançou interrogações pra lá e pra cá,
fez rir, fez chorar,
e aos poucos foi tomando conta de um pedacinho do coração
as vezes tomava chá de sumiço, outras pílulas de sem noção
mas seu super poder era um grande sorrisão....
os dias, passaram como relâmpago
e aquele garotinho se tornou um homenzarão
ja não era apenas um conhecido se tornou um amigão,
ja nem havia pudor nas brincadeiras e carinhos
tinha muita gozação
porque um grande amigo, algumas (poucas) vezes, se torna um irmão.
um dia sem querer, sem porque, o amigo-irmão adoeceu
caiu em depressão, muitos dias desaparecido, sem comunicação.
mesmo só desmaiado em coma, no leito da solidão...
fazia uma falta danada, um nó na garganta, um aperto no coração...
a esperança de tudo voltar ao lugar que nunca acaba,
a vontade de vê-lo chegar com suas palhaçadas, adiou a despedida....
e num dia comum recebi uma péssima noticia....
não mais ois, não mais interrogações, não mais sorrisos e brincadeiras,
não mais o veria.... porque naquele dia a morte o tirou a vida.



midynigth
Enviado por midynigth em 20/10/2017
Código do texto: T6148116
Classificação de conteúdo: seguro

Comentários

Sobre a autora
midynigth
Santana - Amapá - Brasil
201 textos (16551 leituras)
3 e-livros (119 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/05/21 06:38)
midynigth