Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Pode ter ido e se esforça

O ter pra ser e convier
o delito de amar feliz
arte de pertencer ido
ao que só se esvaiu
ao que invés justiça...

Estar ausente lembrar
o querer fluir do verbo
a frase que antes dói
sofrer penar perdidos
no conversares à sós...

A questão do espírito
de se move e demover
indo suave com dolor
visto num amargo véu
sofre um mal lembrar

O que tens é recordar
aceitar o ter esquecido
o saber pretendido ir
vindo de algures o eco
sons devidos a ouvir!

Estar saudoso delicado
como a botões de rosa
floradas em mil serras
o florir escasso da vida
lembrete de esperança.

Aquilo que se foi, vai
se esforças relembrar
o tanto pelas palavras
a voz sentir saudades
estender que é amor

No ontem ressurgido
amanhãs desse servir
em declarar escutares
nesse brado desusado
canto que reza tardio

Sonhar outrora ferido
diverte feridas resulta
empobrece recordar...
o quão valente sois...
desarme mal despido!

E me refiro esquecer
a desdizer mal lembrar
fardo decaído de dôr
o sentir ressequido afã
das lágrimas antigas
vã jornada desapego!
Jurubiara Zeloso
Enviado por Jurubiara Zeloso em 23/02/2018
Reeditado em 23/02/2018
Código do texto: T6262302
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre a autora
Jurubiara Zeloso
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
2246 textos (17307 leituras)
1 áudios (56 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/06/18 22:40)
Jurubiara Zeloso

Site do Escritor