Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

AQUELA CASINHA EM GUARAQUEÇABA

Uma saudade me engolfa
daquela casinha em Guaraqueçaba
Dócil anciã fez-te morada
De albatrozes enamorada
Por quero-queros revisitada

Aquela Casinha velha de Guaraqueçaba
por brisas enternecidas, acariciada
sob araucárias, reverenciada
limão galego, lindos ibiscos e erva–cidreira
tão engolfada,
fez minha alma, quão perfumada

Aquela Casinha velha de Guaraqueçaba
a maviosa orquestra do mar
fez-te altaneira maestrina,
maternalmente foste adotada
onde toda luz e felicidade deste mundo
por seu conchego, foste sugada

Casinha Velha de Guaraqueçaba
sob o frescor de teu melífluo sombreiro
esparramou-se pressuroso pescador
e a sereia mais linda desses mares
depositou aqui, esse jovem guerreiro do mar
embevecido do seu amor

casinha velha de Guaraqueçaba
e o que dizer da vastidão
do seu protetor Superagui
mais um sublime beijo de vida e magia
Nosso Generoso Deus
Soprou ali.

Mas que saudade me arrebata
daquela casinha velha
em Guaraqueçaba




poesiasegirassois.blogspot.com








Davi Cartes Alves
Enviado por Davi Cartes Alves em 22/09/2007
Reeditado em 24/07/2008
Código do texto: T663257

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Davi Cartes Alves
Curitiba - Paraná - Brasil
788 textos (71653 leituras)
2 e-livros (115 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/12/17 22:49)
Davi Cartes Alves