Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PERTENCES

PERTENCES

Algo que permaneça d'aura extensa
Como essência invisível dos objetos,
Em meio à ausência faça-se presença.

Pelo uso nos indique 'inda pertença:
Em memória de dias desinquietos,
Algo que permaneça d'aura extensa.

Desgastadas relíquias d'uma crença,
Onde os dedos premiram, inquietos...
Em meio à ausência faça-se presença.

Alguma fé absurda-mas-imensa,
A fazer-nos abstratos mais concretos...
Algo que permaneça d'aura extensa.

Atravesse do Olvido a noite densa
A fim-de que a saudade dos diletos
Em meio à ausência faça-se presença.

Por tudo que estivemos nós completos,
Em meio à ausência faça-se presença
Nos ressignificando em amuletos,
Algo que permaneça d'aura extensa...

Betim - 15 04 2018  
Ricardoc Cunha
Enviado por Ricardoc Cunha em 09/09/2019
Código do texto: T6740932
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Ricardoc Cunha
Betim - Minas Gerais - Brasil, 43 anos
1718 textos (13059 leituras)
9 e-livros (218 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/09/19 01:38)
Ricardoc Cunha