Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
Escultura viva


Dos sentimentos esculpidos no corpo
Persigo aquele que se faz presente
Saudades e paixão ao amor.

Não que seja um amor dentre outros.
O amor é único e individual
Pois que não se acanha...

Toma forma e se esparrama,
Em cada poro um sentimento
Em cada momento um cinzel.

Na pedra bruta desconexa
Faz-se vermelha pulsante
Dando vida ao corpo inerte.

Contudo não se fixa
A um momento
Declara-se sempre presente.

Se fica, carente deixa
Se vai, saudade leva.
Firme: escultura viva.
Lorenzo Giuliano Ferrari
Enviado por Lorenzo Giuliano Ferrari em 19/10/2007
Código do texto: T701249
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Lorenzo Giuliano Ferrari
São Paulo - São Paulo - Brasil, 54 anos
1839 textos (51486 leituras)
1 áudios (2458 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/12/17 00:54)
Lorenzo Giuliano Ferrari