Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CÃO DE GUARDA

Num recanto lá da serra

Deixei meu pedaço de terra

E meu rancho abandonado.

Deixei tudo que tinha,

Por causa da idade minha,

E vim morar no povoado.



            Que saudade do ranchinho

            Que deixei lá sozinho

            Naquele ermo sertão!

            Saudade da verde floresta

            Onde pássaros fazem festa

            Na margem do ribeirão!



Saudade do meu roçado

E do meu cão estimado

Que estava sempre comigo!

Pulava por todo lado,

Era muito dedicado,

Um verdadeiro amigo.



            Todo dia de manhãzinha,

            A mulher lá na cozinha,

            O café ia nos servir.

            Naquela exata hora,

            O cão do lado de fora

            Começava logo a latir.



Parecia anunciando

Que já estava chegando

A hora do trabalho.

Saía alegre pulando,

Sempre me acompanhando

E se molhando no orvalho.



            Eu levava um baixeiro,

            Onde ficava o dia inteiro

            Deitado e me guardando.

            Ele não se distraía

            E nem tampouco dormia,

            Estava sempre me olhando.



Ninguém me fazia mal,

Nem mesmo um animal

Atrevia-se a me ofender.

Era o meu cão de guarda,

Sempre na retaguarda,

Pronto pra me defender.





DIREITOS AUTORAIS RESERVADOS.
João Barbosa
Enviado por João Barbosa em 25/07/2020
Código do texto: T7016520
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
João Barbosa
Extrema - Minas Gerais - Brasil, 73 anos
193 textos (17656 leituras)
4 áudios (203 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/09/21 20:13)
João Barbosa