Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A insônia que persiste

descansar não me permite,

e essa tristeza que insiste

traça o rumo das lágrimas em meu rosto.

 

Se juntos formamos um inteiro,

por que dividir meio a meio?

Se juntos somos completos,

por que não fazermos tudo a nosso gosto?

 

Sou aquela que mata a tua sede,

sede que tens de beijos e abraços,

Em ti, por amor, me desfaço.

 

Consertemos então essa quebradura.

Nas feridas passemos um bálsamo

e nos cortes profundos, sutura!

TRANSPARêNCIA
Enviado por TRANSPARêNCIA em 24/10/2007
Reeditado em 12/11/2009
Código do texto: T708656

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Suavidade). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
TRANSPARêNCIA
Campinas - São Paulo - Brasil
734 textos (39511 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 12/12/17 22:09)
TRANSPARêNCIA