Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A primavera dos seus cabelos

Quando não vejo seu cheiro de sol
           Quando não respiro as gotas da suas tempestades
Me torno um tanto de coisa faltando uma parte maior

Que nem um jardim adubado, cercado e preparado
                                           Porém, sem nenhuma flor

Quando não toco na luz do seus olhos
            Quando não degusto seu cheiro impregnado na noite
Me torno um tanto de nada faltando uma parte de tudo

Que nem um rio longo, largo, fluente e afluente
                                           Porém, sem nenhum peixe

Fujo do vento
Corro da seca
Escapo do frio....

Das estações do ano
                            Prefiro aquela que tem mais flores
                                               que tem mais verde
                                                     tem mais pássaros
                                                           mais canto
                                                                          e seu encanto
Descobri, morena, que a primavera mora nos seus cabelos
Neles me planto
        me semeio
        me afogo
        me interro
        me interno
             iberno
             taberno
           Não sejas a parte afastada de mim
                                           Afaste de nós essa distância
                                                Pois, teu sorriso me cura
                                                       Dos malefícios dessa vida
 
Borgys
Enviado por Borgys em 10/11/2007
Código do texto: T732171
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Borgys
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil
482 textos (22936 leituras)
4 áudios (291 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/12/17 08:03)
Borgys