Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sorvendo saudade

Tomo um gole da saudade que me aflige;
Escorre um gosto amargo por minha garganta,
Queimando em brasa,
Sorvendo cada gota que desce fervente,
Penetrando meu corpo numa dor sufocante.

Minha saudade é o néctar da dor!
É o líquido impuro de desejos,
De sofrimento suplicante por teus beijos,
Por tuas mãos bailando sobre meu corpo,
Por teus lábios úmidos, sequiosos pelos meus.

Em sigilo devoro tuas lembranças,
Para mitigar a nostalgia que corre um meu sangue
Tento digerir cada passo que relembro,
Cada chuva que tomamos,
Cada água que bebemos...

Em vão minha vida torna a refluir.
Tento apartar-me de ressentimentos,
Mas sou preso novamente em sua tirania.
Assumindo uma forma indistinta,
Que me afaga e me beija na face,
Em disfarce eu trago a saudade!
Valter Pereira
Enviado por Valter Pereira em 05/12/2007
Código do texto: T766135

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Valter Pereira
São Paulo - São Paulo - Brasil, 40 anos
237 textos (8252 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 15/12/17 06:36)
Valter Pereira