Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
Paraíso


Paraíso – invenção divina
Abro mão
Não procuro mais
Desisto do paraíso terreno
Hoje eu quero paz

Na batalha, diária e noturna
Divina ou terrena
Desistência serena
Que Morpheu faça seu trabalho

Limites – divinos e terrenos
Sem limites – fora de limites
A percorrer
A desistir
A voltar, e talvez refazer
Esquecer

Tentar esquecer
Tentar dividir – novamente
Procurar dividir, doar, refazer
Procurar desfazer, renascer
Desistir

Lágrima solitária – que as vezes brilha
Tolda a vista – engana a alma
Põe pedras nos pés
Andar pra trás

Olhar no horizonte, lenço na mão
Se preciso for
Luz que brilha na escuridão
Passos indecisos, trôpegos
Sem precisão
Sem decisão
Permanência em vão
Desistência - opção
Fátima Batista
Enviado por Fátima Batista em 15/07/2006
Reeditado em 10/12/2007
Código do texto: T194303
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Fátima Batista
Santo André - São Paulo - Brasil, 55 anos
1435 textos (74360 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 26/05/18 11:06)
Fátima Batista

Site do Escritor