Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Acerbo ...nada mais.

  Na imensidão da dor, e do desamor. Eu vou latejante, em lamentos.
Não entendo a alma pequena, e me desajusto ...
Quero pescar o linguado, e receber seus conselhos...para o bem.
Sou agora uma lamparina na chuva, e rosnei para o transeunte...
No meu acerto, sou apenas um acerbo...nada mais.
Valéria Guerra
Enviado por Valéria Guerra em 21/07/2010
Código do texto: T2392005

Copyright © 2010. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Valéria Guerra
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
3458 textos (122691 leituras)
196 áudios (9325 audições)
3 e-livros (184 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/10/19 04:57)
Valéria Guerra