Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SILÊNCIO

*Fanny*

Talvez o horizonte ainda chore
estrelas de saudade
nestes dias e noites de silêncio
em que eu caminho solitária
por nuvens de incerteza e amargura.
Talvez no refúgio das estrelas,
nos jardins secretos da Lua
habitado por fadas azuis
de sonhos e quimeras,
eu ainda perceba a voz
de um anjo revelador
e entenda enfim a verdade
nas encruzilhadas
das tempestades.

Quisera eu afastar as rajadas
daqueles ventos exasperados!
Varrer do firmamento tantas mágoas
e pintá-lo com a ternura daquele arco-íris
de aguarelas celestiais
que eu perdi nas cordilheiras da ilusão.
Fanny Estrela
Enviado por Fanny Estrela em 27/06/2005
Código do texto: T28258


Comentários

Sobre a autora
Fanny Estrela
Portugal
230 textos (7729 leituras)
1 e-livros (102 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 28/05/20 22:03)
Fanny Estrela