Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Elogio da Dialética - Bertolt Brecht

Elogio da Dialética

A injustiça passeia pelas ruas com passos seguros.
Os dominadores se estabelecem por dez mil anos.
Só a força os garante.
Tudo ficará como está.
Nenhuma voz se levanta além da voz dos dominadores.
No mercado da exploração se diz em voz alta:
Agora acaba de começar:
E entre os oprimidos muitos dizem:
Não se realizará jamais o que queremos!
O que ainda vive não diga: jamais!
O seguro não é seguro. Como está não ficará.
Quando os dominadores falarem
falarão também os dominados.
Quem se atreve a dizer: jamais?
De quem depende a continuação desse domínio?
De quem depende a sua destruição?
Igualmente de nós.
Os caídos que se levantem!
Os que estão perdidos que lutem!
Quem reconhece a situação como pode calar-se?
Os vencidos de agora serão os vencedores de amanhã.
E o "hoje" nascerá do "jamais".


Bertolt Brecht/(1898-1956)
Dramaturgo e poeta alemão

Nota: Os últimos acontecimentos me
fizeram pensar na atualidade
das palavras deste dramaturgo
e poeta alemão. Diante da minha
indignação não tenho palavras...
Que ele possa falar por mim.
Lumar
Enviado por Lumar em 11/02/2007
Código do texto: T377543

Comentários

Sobre a autora
Lumar
Goiânia - Goiás - Brasil
52 textos (10386 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/04/21 06:22)
Lumar