Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Estado

Escuridão, dor, tristeza
Corroíam por dentro,
Já não sabia o que era viver
Já não sentia receio da morte;

Dias e dias mofando
Noites e noites sem dormir;
Via a morte nos olhos, reflexos;
Via o medo n’alma, espelho;

Últimos dias, dias horríveis;
Só, abandonada, isolada,
A luz iluminava-me a face
Mas não penetrava em meus olhos;
Meu coração inerte permaneceu,
Porém sabia tudo que estava à minha volta;

Lua que me alegrara,
Hoje traz-me o vazio;
Mostra-me o que não fui
Mostra-me minh’alma, devaneio;

Esvaio-me em meio ao nada,
Entorpecida em melancolia;

Talvez as noites voltem a clarear;
Desmascarar o que permanece no escuro;
Instigar-me a mente
Levar a dor, ardente, capricho meu;

Permaneço em meu estado de espírito;
Transcendo-me a outro plano;
Onde aqui permaneço,
Elevar-me-ei ao supremo;
Onde de lá voltarei,
Para reinar no futuro
Sobre a alma dos mais fortes.
Eccentric
Enviado por Eccentric em 20/02/2007
Código do texto: T387309
Classificação de conteúdo: seguro

Comentários

Sobre a autora
Eccentric
Sumaré - São Paulo - Brasil, 28 anos
69 textos (10501 leituras)
4 áudios (242 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/09/20 18:34)
Eccentric