Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Não Me Julgue Por Eu Ser Como Sou

Sei que muitas vezes estou ausente quando me procura ou precisa de mim
Sei que não sou nenhum exemplo de perfeição a ser seguido
Porém, tenho alma de criança;
Alma de poeta; um sonhador...
Sei que a vida é feita de sonhos
E que na maioria das vezes estes não se tornam realidades
Tenho cobiça; anseio de ter algo;
Ser alguém neste Mundo
E este desejo acaba me levando para longe da realidade
Não sei se sou triste ou alegre com tudo que acontece à minha volta
Mas de uma coisa tenho certeza;
Sou feliz por estar vivo e por poder sonhar a cada dia
Pois mesmo que meus sonhos não me levem a nenhum lugar; servem para me dar esperança de um futuro melhor; mesmo que este futuro nunca venha a se tornar real.
Vivo como vivem os poetas; dos sonhos e esperanças e assim muitas vezes isto me afasta de você.
Sei que sonhos não alimentam nem vestem ninguém
Mas sei também que é de sonhos que se alimenta a alma
Sonhos, ilusões, fantasias...
Não me culpe por ser como sou;
Um poeta; uma criança; um homem maduro à espera de uma luz no fim do túnel.
Jorge Santos
Enviado por Jorge Santos em 02/07/2007
Código do texto: T549191

Comentários

Sobre o autor
Jorge Santos
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 52 anos
93 textos (4797 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 13/05/21 16:53)
Jorge Santos