Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Cisma

Observando a noite
Vejo que o tempo voa
Tantos anos se passaram
Tantos sonhos
Tantas coisas
Veja o que a vida fez de mim
Mamãe eu espero que possa me perdoar
Só resta sentar ao chão e fazer da dor poesia
Fazer das lágrimas sonho
Do sofrimento fantasia
Na esperança de que um dia
Tudo possa mudar
Amor em minha vida é só sentir saudades
E lagrima derramar
Já não adianta não há um horizonte
Para onde se voltar
Por que tudo que sonho
Vejo um dia a se acabar
Minha vida doce
Tal qual ácido sulfúrico
Meu mundo tão vazio
A cada dia mais obscuro
Perdoa-me senhor Deus
Se não enxergo futuro
A vida me ensinou a ser assim
De tanto morrer de tentar
Gente da minha vida
Eu os observo por um instante
Vejo neles doces adultos
Eu apenas pequeno infante
Dessa minha vida triste
Sou apenas um estudante
Eu só quero aprender a sonhar
Lembro por um minuto da minha infância
Eu era feliz sozinho
Diante da minha ignorância
A minha vida era um sonho repleto de fantasia
Hoje passado o tempo eu já não sei mais
Quem sabe talvez as coisas mudem
Em um novo dia e
Eu faça viva essa fantasia
Que permanece em mim a congelar
Marcos Menezes de Almeida
Enviado por Marcos Menezes de Almeida em 17/08/2007
Código do texto: T612105
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
Marcos Menezes de Almeida
Aracaju - Sergipe - Brasil, 36 anos
321 textos (17139 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 12/05/21 06:23)
Marcos Menezes de Almeida