Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Amarras

Tristeza nas  amarras, que cercam
as tardes nostálgicas, manhãs de magia,
noites em demasia que róseas alegrias.
Reinício do vício de lembrar e sofrer,
se deparar e doer;
um querer esquecer que aquece e tantas
vezes enfraquece a vontade de vencer.
Tristeza é não ter o que lembrar, não querer
amar como antes ou nunca mais.

Marisa de Medeiros
Marisa de Medeiros
Enviado por Marisa de Medeiros em 04/01/2019
Código do texto: T6542874
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Marisa de Medeiros
São Paulo - São Paulo - Brasil, 64 anos
5913 textos (226216 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 25/06/19 01:04)
Marisa de Medeiros