Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Minha dor

Minha dor aprisiona... então eu choro
Sinto calafrios... como estou doente!
E antes de tudo eu era tão mais crente
Antes de ser doente de onde eu moro.

Quero poder sorrir, estar contente
Mas o meu sofrimento canta em coro
É como se meu pranto fosse d’ouro
Que deixa a mágoa rica de repente.

Sinto espasmos de frio, de frios momentos
Fios fracos do boneco com seus dramas
Doenças virulentas sem membranas.

E tudo que senti foi sofrimentos
Movimentos finados de uma sombra
Um grito fracassado que me assombra!
Fabio Melo
Enviado por Fabio Melo em 23/09/2007
Código do texto: T665385

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Fabio Melo
Santo André - São Paulo - Brasil, 33 anos
799 textos (273378 leituras)
6 áudios (1656 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/12/17 00:12)
Fabio Melo