Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

a última lágrima

A última lágrima

Devido à última lágrima que escorre do seu olho
Briguei com Deus e o mundo
Briguei com meu irmão
Briguei com meus amigos

Devido à última lágrima que escorre do seu olho
Falei a verdade inútil, que não era ser precisa ser dita.
Ferir a minha honra
Ferir a união existente

Devido à última lágrima que escorre do seu olho
Minha mãe não fala, mas comigo.
Meu pai sentiu a vergonha de ter um filho como eu
Expulsei meus amigos da rodada

Devido à última lágrima que escorre do seu olho, que por audácia eu provei!
Acordei com vergonha
Acordei com remorso
Por que tua lágrima é tão ingrata assim?
Tirou-me do meu corpo são
E me colocou num corpo insano
Não te entendo!

Não que não prove mais da tua lagrima. Mas não me vai dilubriar mais!

Autor: (Almeida e Santos)
Almeida e santos
Enviado por Almeida e santos em 25/09/2007
Reeditado em 04/11/2007
Código do texto: T668239

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Almeida e santos
Belém - Pará - Brasil, 31 anos
52 textos (2043 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/17 10:02)
Almeida e santos