Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ANGÚSTIA


 
Minha solidão se deita bem cedo ao meu lado
E não adormece. Jamais!
Minha dor me desperta todas as noites
Comprimindo o meu corpo, sem dó
Minha culpa grita em tuas lágrimas,
Noite e dia sorri à minha alma
Em tua tristeza
Minha dor me acalma a vida
Meus passos percorrem devagar
O terreno da angústia
Meus olhos são proibidos de descansar
Minha culpa me chama para o teu lado
E me lembra da nossa dor
Não choro a minha dor
Porque é tarde...Já é manhã!
 
Juarez Florintino Dias Filho
Enviado por Juarez Florintino Dias Filho em 27/09/2007
Código do texto: T671406
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Juarez Florintino Dias Filho
São Vicente - São Paulo - Brasil, 54 anos
50 textos (1146 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/12/17 21:00)
Juarez Florintino Dias Filho