Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Coalescência

À deriva novamente neste grande oceano, como uma simples gota de óleo
Após as grandes tormentas, minhas defesas foram acionadas
Meus sentidos estavam aguçados e eu portava uma excruciante certeza
Havia muito tempo que não era mais o mesmo
Existia algo em falta, algo que parecia não poder ser recuperado
Uma capacidade na qual empenhei muito trabalho e simplesmente a deixei ir
Aquele velho caleidoscópio que me cobria os olhos se quebrou
É, definitivamente já não sou mais o mesmo

Passando muito tempo dando voltas em círculos dentro de um labirinto
Estourando o limite de tempo, porém estando lá o suficiente para acumular experiências aterrorizantes
E que me marcariam para todo o sempre, eternas cicatrizes
Como consequências daquelas diversões sádicas, que hoje
Me fazem ver que definitivamente já não sou mais o mesmo
O relógio anunciava que era hora de parar, mas eu não conseguia encontrar a saída
E cada lágrima que saltava para fora dos meus olhos estilhaçava o caleidoscópio que os cobriam

E parece não haver mais como voltar atrás
E aqui por dentro não tem mais aquela mesma sensação
Sinto que não poderei mais retornar àqueles dias gloriosos
Nos quais a minha face ardia e eu era tingido em tons rubros
Cada canto em mim está embebido por este novo sentimento
Perdi a minha coalescência e não sei como recuperar isso novamente
Douglas France
Enviado por Douglas France em 27/02/2020
Reeditado em 27/02/2020
Código do texto: T6875199
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
Douglas France
Salvador - Bahia - Brasil, 21 anos
12 textos (188 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/04/20 17:55)
Douglas France