Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A fatalidade humana

Rezo terços querendo a paz humana
Um desejo impossível, desigual
Retrato avermelhado, tão fatal
Que a teu Cristo de barro tanto engana!

Espelho distorcido da maldade
Espectro pederasta anunciado
Jaz p’la latrina eterna derrotado
Dentro da mais cruel fatalidade.

Jaz comigo o Coveiro Universal
Eterno. Prepotente. Onipresente.
Dentro de seu casulo de serpente
Esperando nascer o humano mal!
Fabio Melo
Enviado por Fabio Melo em 25/10/2007
Código do texto: T708773

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Fabio Melo
Santo André - São Paulo - Brasil, 33 anos
799 textos (273349 leituras)
6 áudios (1656 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 15/12/17 14:26)
Fabio Melo