Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Cavalo negro

Nas noites sombrias, frias e perversas,
nos meus sonhos talvez,
ou no subconsciente de minha alma,
sei que nunca estou só.

Mas quem é esse que me visita,
que quando o procuro,
ele se esconde de mim pela vasta escuridão,
foge manso e assustado.

Nas noites estreladas,
vejo sua sobra correndo,
sobre lagrimas brilhantes,
sobre faíscas do céu.

Do sonho a realidade,
da tristeza a felicidade,
sem medo lhe procuro ansioso,
a busca do meu já amigo.

Finalmente o encontro,
e calado me surpreendo,
a encontrar um cavalo negro,
sozinho, feliz, sem um cavaleiro.

Juntos ao horizonte obscuro,
eu e o já meu cavalo negro,
antes prisioneiro,
agora dono de seu próprio destino.

A cada cavalgada,
a cada nova lua cheia,
eu e meu cavalo negro,
feliz, na esperança de se tornar seu eterno cavaleiro.
Thiaguinhu
Enviado por Thiaguinhu em 08/11/2007
Código do texto: T729251
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Thiaguinhu
São Carlos - São Paulo - Brasil, 28 anos
74 textos (10923 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 14/12/17 19:04)
Thiaguinhu