Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Saudades nas pétalas das rosas


Foram belas rosas que ofereceste
Eram vermelhas e perfumadas
De uma beleza rara e perfeitas
Eram as rosas do amor
Aquele que sentias por mim
Hoje secaram as rosas
Deixaram de ser aveludadas
O seu perfume o tempo levou
Deixando somente as recordações
Dos tempos que tanto nos amamos
De tanto amor que existiu em nós
Hoje eu choro nas flores secas
Como o meu coração amargo
Talvez da saudade e dos tempos
Que já foram bem vivos e alegres
Onde mata a saudade e apaga
Toda a felicidade que ele já sentiu
Mas nesses botões de rosa secas
Eu vi tanta beleza escondida
Porque talvez o tempo levasse
Algo que não pode sobreviver
Mas não pode apagar as memórias
Meu o coração viveu e nem sequer
Apagar as belas sensações que eu senti
Quando recebi aquelas belas rosas
Que parece foi hoje e agora mesmo
Ainda sinto o seu cheiro e sua suavidade
Por isso tempo não pode apagar
Mas nunca matar a minha saudade...
Betimartins
Enviado por Betimartins em 13/11/2007
Código do texto: T736026

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Betimartins
São José do Rio Preto - São Paulo - Brasil
1699 textos (98233 leituras)
9 áudios (905 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/12/17 10:34)
Betimartins

Site do Escritor