Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PRESSENTIMENTOS

Tenho andando tão triste,
Numa agonia aflitante de perder o juízo...
Parece tudo tão pálido e vazio,
O céu, as flores, os risos...
Que se apagam silenciando a alma
Num labirinto, estreito de espinhos...
Vagar dentro de mim mesma é um abismo
Carregado de sombras e conflitos
Pesando sobre os ombros mortos
Do fardo atemporal que carrego
Amarrado a tantos laços sem se desfazer, eternos,
Num percurso replicante e doloroso
Que me leva e traz à sofrer
Pra recompor minha nova jornada.

(Faz parte do livro meu livro "Solitariedades")
Mônicka Christi
Enviado por Mônicka Christi em 29/11/2007
Reeditado em 12/07/2008
Código do texto: T757372
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Mônicka Christi
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
1344 textos (25595 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 15/12/17 04:49)
Mônicka Christi