Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

RASTROS DE DOR




Esse fogo que me queima
E não abranda
Essa fome que carne nenhuma sacia
Essa febre que sinto constantemente
Fazem de mim um animal sangrento
Insaciável e destrutivo
Que tortura corpos e seu próprio corpo
Numa busca insana de aplacar a dor da alma.

Mas não há saída, nem paliativo, nem paz.
Sigo meu caminho sangrando as dores da minha alma
Deixando por onde passo rastros de dor
Que comparadas às minhas, são nada!




Lágrimas de sangue.
Anjo Zero
Enviado por Anjo Zero em 01/12/2007
Código do texto: T760034

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Citar o nome do autor.). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Anjo Zero
Campinas - São Paulo - Brasil
34 textos (1450 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 15/12/17 22:22)
Anjo Zero