Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
AMIGA (O) SOLIDÃO
Nadir A. D'Onofrio

Bendita solidão que preenche meus dias
Amiga das minhas desditas,
Confidente incansável dos meus ais.
Quem és tu Solidão?
Seria um Anjo QUERUBIM,
SERAFIM, MIKAEL ou RAFHAEL?
Diz a Kaballah que meu anjo protetor é Iehuiah...
Seria então você, meu guardião,
Que se transverteu em Solidão?
Que a tudo ouve, presencia
Questiona-me, inúmeras vezes respondes,
Às minhas indagações, mesmo sendo
Maliciosas e profanas?
Quantos conselhos já me destes!
Quem és tu?
Que me acalenta, nas noites frias, vazias,
Nos meus dias depressivos.
Festeja comigo, quando exulto de alegria!
És enigma senhora (O) Solidão!
Andrógino é isso, só pode ser...
Sem pedir licença, aqui se instalou,
Todo meus espaço ocupou...
O que mais intriga!
É que mesmo estando eu em, festas,
Feliz.. gargalhando, cantarolando à beça...
Sinto falta da sua presença,
Vontade de estar só!
Intimamente, clamo por teu nome!
Você conhece-me tão bem,
Melhor do que ninguém.
Portanto, capaz de reconhecer minha, obstinação,
Quem sabe, um dia me deixará ver sua, real presença...
Não vou desistir fácil assim!
Continuarei à esperar...da sua companhia desfrutar...
Gosto de você, Solidão!

15/04/2005
Santos/ SP
Respeite Direitos Autorais.


 
Nadir DOnofrio
Enviado por Nadir DOnofrio em 17/04/2005
Reeditado em 24/08/2020
Código do texto: T11701
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre a autora
Nadir DOnofrio
Serra Negra - São Paulo - Brasil
948 textos (104008 leituras)
147 áudios (14275 audições)
12 e-livros (3235 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 29/07/21 13:08)
Nadir DOnofrio

Site do Escritor