Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SOLITARIO

Solitário:


Solitário...
Caminho pelo mundo
Levo a meu lado a poesia
Fiel companheira nesta estrada
Onde meu rastro diz, aonde vou.
Não levo meu nome na testa
Para anunciar quem eu sou
Embora eu saiba, que e preciso.
Uma carta de identificação
Para mostrar que sou de paz
Que vivo de poesia, onde busco.
Levar esperanças e amor
As pessoas, que sem fé, perdem.
A credibilidade em Deus Pai.
Perdendo-se para sempre,
Na escuridão, onde vegetam.
O pouco de vida que lhes restam.
Imploram por vezes, por um milagre.
E que às vezes não acontece.
Pois lhes faltou fé, na hora derradeira.
De pedir por misericórdia ao Senhor.
A chama da esperança enfraquece.
Quase sem luz pelo caminho se perdem.
Desviando-se, da fé e do amor.
Então pagam, o que lhes pedem.
Por uma mentira que lhes falem.
De uma esperança, que já não existe.
Do amor e fé, lhes restam migalhas.
Pelo caminho, por onde passam.
Entre o desespero e a dor.


                      Volnei R. Braga
Volnei Rijo Braga
Enviado por Volnei Rijo Braga em 30/03/2006
Código do texto: T130828
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
Volnei Rijo Braga
Pelotas - Rio Grande do Sul - Brasil, 74 anos
2317 textos (155422 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 15/04/21 10:59)
Volnei Rijo Braga