Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A epopéia da alma e do espírito!

Minha alma,
Em quietude
E calma..

Devaneia,
Pelo Universo..
E nestes versos,
Se assenhoreia..

Dos desejos,
Do Ser..
Nos ensejos,
Do Ter..

Do Ser,
Angelical..
Do Ter,
Animal..

A alma,
Em quietude
E calma..

No homem,
Desperta
O anjo..

No animal,
Desperta
O Homem..

O anjo,
Surge no homem..
O homem,
Do animal..

A alma
Angelical,
Desperta
No hominal..

A do homem..
Surge,
Do animal!

O espírito,
Dorme
Na pedra..

Desperta
No vegetal...

Ensaia
Inteligência,
Pelos instintos,
No reino animal..

Aprimora,
Inteligência
E sentimento,
No seio hominal..

Culmina
A evolução..
Do amor e razão..
No anjo universal!

Eis a epopéia..
D'alma,
E espírito..
Evolucional!

Na carne,
É alma..
No homem,
E no animal..

Fora da carne..
É só espírito..
Após o ultimo
Desencarne,
Somente anjo..

Nota do autor:
Alma é o nome que se dá ao espírito, quando encarnado..
Anjo Universal, é condioção evolutiva máxima do espírito, após diversas vidas (reencarnações)..
Cícero Dantas
Enviado por Cícero Dantas em 10/06/2009
Código do texto: T1642256
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
Cícero Dantas
Cataguases - Minas Gerais - Brasil, 63 anos
293 textos (17218 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 27/09/20 09:37)
Cícero Dantas