Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

POESIA DE UMA NOITE FRIA

Quando ouso escrever esses versos;
A escuridão noturna impera nesta hora.
Minha inspiração arqueja nestas linhas;
Como o canto da coruja lá fora.
A lua permeia o limiar do céu;
Minha boca ainda guarda do beijo;
O doce gosto do mel!

Quando ouso versejar este poema;
A escuridão gelada pede acalento.
Minha rima é fogo da lareira;
Como o ardor deste singular momento.
As estrelas pulsam luz radiante;
E meus olhos refletem tal brilho;
Mostrando meu destino logo adiante!
*****************************

O ENCANTO DAS PALAVRAS

Luciano Becalete
Enviado por Luciano Becalete em 15/06/2009
Código do texto: T1650780
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2009. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
Luciano Becalete
Mogi Guaçu - São Paulo - Brasil
461 textos (227757 leituras)
24 áudios (13047 audições)
1 e-livros (543 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/09/20 02:35)
Luciano Becalete