Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

OS OLHARES PRO CORONA

OS OLHARES PRO CORONA
       Autor: Lucarocas

Às vezes não enxergamos
Com a beleza do olhar
E então nos enganamos
No que vem a nos mostrar
E dentro dessa visão
Perdemos a perfeição
Do verdadeiro enxergar.

Assim o termo Corona
Tem muita gente assustado
E de repente abandona
Um modo de ser olhado
Mas basta olhar com carinho
Que nele encontra um caminho
De um bom significado.

E pra melhor enxergar
Divida o todo por parte
E nela se vai notar
Que aquilo que se reparte
Transforma o que é tristeza
Num encanto de beleza
Que se encontra na arte.

Se eu começar por COR
Verei luz na emoção
E posso ver numa flor
Também a coloração
Mas se reparar direito
É o começo perfeito
Da palavra coração.

Mas se eu tirar o “C”
Também a sílaba final
Então aí posso ver
Um apelo divinal
Que quando faço eu imploro
Pois toda vez que eu oro
Peço pra livrar do mal.

Se em sílaba separar
Serão três as que teremos
Assim se pode grafar
Aquilo que nós queremos
E sem haver pessimismo
Palavras de otimismos
Com certeza escreveremos.

Com “Co” vem coração
O pulsar de cada ser
Coragem e comunhão
Também se pode escrever
Colibri com sua cor
Vai colorir com amor
O seu modo de viver.

Com “Ro” posso eu grafar
Rosa roseira e roçado
Rodas para eu rodar
Num caminho roxeado
Numa rodagem rochosa
Que tem rodapé de rosa
Naquilo que for grafado.

Com “Na” se pode escrever
Nascente da esperança
Nascimento pra viver
Na vida de uma criança
Também posso navegar
E em navio chegar
Na base da confiança.

Se em cada letra eu for ver
O que eu posso grafar
Não vou findar de escrever
Com o “C” de comunicar
Com “O” escrevo oração
Com “R” a redenção
Com “N” vou namorar.

Com o “A” se escreve amor
No infinito do ser
A amizade sem dor
E palavra a florescer
E se atento ficar
Muito mais vai encontrar
Nesse seu modo de ver.

E na palavra total
Também há outra visão
Não existe só o mal
Nessa palavra em questão
Pois tudo vai depender
O modo que se vai ver
Ela em sua posição.

Veja como uma grinalda
Numa corroa de flores
Que nessa vida desfralda
Momento de muitas dores
Ou então num casamento
Vai celebrar o momento
De uma junção de amores.

Seja na arquitetura
Também na astronomia
A palavra traz ternura
E traz também harmonia
E vemos na natureza
Que ela também é beleza
Nas flores da alegria.

Ela também se faz luz
Numa beleza só sua
Quando em uma cor reluz
Em uma névoa que atua
Num colorido arrebol
Em um belo por de sol
Com o reflexo da lua.

Ela também foi coroa
Em um apagar de luz
Quando no mundo ressoa
Os gritos vindos da cruz
E a coroa de espinho
Deixou marcas no caminho
Do nosso Cristo Jesus.

Por isso cada palavra
Merece melhor visão
Para que a sua lavra
Não nos retire o clarão
Que temos dentro da alma
E assim olhar com calma
As coisas do coração.

E assim é a corona
Palavra que traz maldade
Que até sugestiona
O pensar da humanidade
Mas observando isto
Se ver que somente em Cristo
A palavra é de verdade.

Fortaleza, 01 de abril de 2020.

Lucarocas A Arte de Ser
(85) 98897-4497 (Whats)
lucarocasescritor@gmail.com



Lucarocas
Enviado por Lucarocas em 02/04/2020
Código do texto: T6904818
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
Lucarocas
Fortaleza - Ceará - Brasil
73 textos (4090 leituras)
14 áudios (347 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 15/04/21 00:05)
Lucarocas