Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ALMAS FALANTES


ALMAS FALANTES

A noite me envolve

de um jeito,

que me revela

sua aparente solidão.

No entanto,

vejo sombras que se movem,

quais almas

que expiam

em incômoda aflição.

Não as temo,

porque são almas irmãs,

e com elas

me conecto, pra lhes doar

o meu consolo fraterno;

logo se acalmam,

se enlaçam,

e o bom senso

lhe animam a se edificar.

Em poucas horas

de projeção astral,

visito umbrais, colônias,

e volito

pela noite espiritual.

Movida

pela solidão aparente,

a noite se revela,

em visões

oníricas de almas falantes.

Meu corpo físico,

prestes a despertar,

não vê,

que minha alma

que lhe habita, já chegou,

de seu passeio momentâneo,

pelas sendas eternas

da vida espírita.

Decerto,

em algum momento do dia

ou da noite,

enquanto não se desdobra

de novo,

ela (minha alma),

irá lembrar-se

de alguma atividade benfazeja,

exercida num lugar

chamado de eternidade.

Adilson Fontoura
Adilson Fontoura
Enviado por Adilson Fontoura em 09/07/2020
Código do texto: T7000650
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
Adilson Fontoura
Itabuna - Bahia - Brasil
772 textos (11428 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 15/08/20 07:25)
Adilson Fontoura