Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Por Deus...


                   Por Deus...


                   

Quando você abrir os teus olhos pela manhã,
Não se desesperers
Não chores não,
Com calma,
Sinta com o coração
Com sua alma,
No seu espírito
Que hoje é mais um dia!

E que apesar dos seus pesares
Que o efeito próspero ainda
Ao dia anterior não sucedeu,
Não vos desanimeis
Respira o ar que você respiras
E agradece a Deus meu querido,
E por esta querida alma que voa!

Que hoje,por Deus este dia também é seu
Você sabes que foi pela vontade dele
Então nem tudo está perdido,
E ninguém estarás perdido quem é seu servil!

Nunca estarás,
Pois Deus é a sua fortaleza,
Ò alma bendita!
Ele lhe quer bem,
Ele sabe que você é um lutador
Um ser vivente de fibra,
E que vibra em seu temor
Do seu santo nome,
Da sua onisciência
E que você ainda nesta vida
Nesta terra condenada e contaminada,
Pelas "bactérias" do pecado
Você é imune,imunológico
Pela sua misericórdia!

E todos que o ama e que são devotos,
De um puro e sincero coração
São muito bem quistos,
Bem-aventurados
Então não desanimeis facilmente pelas coisas dessa vida
Ocasionadas pela formigação do seu tabernáculo

E...que bom que você abriu os teus olhos!
E perceba que a sua missão nesta terra não findou
Então mostre a todos por Deus,
Que você é mais que um vencedor,
Em Cristo por sua graça
E que estás liberto

Floresça a esperança em Cristo,
Em você
A esperança da salvação da alegria de Jesus
Da alegria de ser feliz
E feliz todos os dias com Jesus
Serão de alegrias

Por Deus...




          Claudemir Lima - 30/11/2006
Claudemir Lima Poesias
Enviado por Claudemir Lima Poesias em 23/02/2007
Reeditado em 03/04/2007
Código do texto: T391010
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
Claudemir Lima Poesias
São Paulo - São Paulo - Brasil, 50 anos
647 textos (201769 leituras)
448 áudios (138678 audições)
1 e-livros (29 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/09/20 12:02)
Claudemir Lima Poesias