Reflexões...

Ontem vi cair a chuva...

Corri na rua...

E no meu trajeto

Fiz parte dela...

Ontem me contagiei com a felicidade alheia

E na porção que recebi ensinava-me a dividir.

Nesses jogos de números e contas...

Aprendi que subtrair pode elevar a alma.

Até esta se multiplicar... E simplesmente existir...

Pois ganhei os que de muitos sobejava,

E os espólios das tristezas que eu carregava... Vi ficarem mais leves...

Só assim, ousei te fazer estas perguntas:

Onde estás, mulher de sábias palavras?

Por que criaste asas e como anjo voaste?

Por que me fazes crêr que estás bem?

Pode haver satisfação onde estás?

Posso ter paz longe de ti?

Meus passos agora vagam sem destino...

E talvez encontre em minhas buscas teus exemplos,

Assim, mesmo sendo tão pequeno,

Acolherei outros que como eu estiverem perdidos.

Para que, quando chegue minha vez de criar asas,

Alguém também me faça perguntas,

Alguém deixe escorrer lágrimas por estar vazio

E sentindo a minha falta.

Guaraci Pachú
Enviado por Guaraci Pachú em 06/04/2005
Reeditado em 23/07/2021
Código do texto: T10087
Classificação de conteúdo: seguro
Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.