Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto



Na fazenda

Feliz na fazenda
Brincava simplesmente...
Eram brincadeiras gostosas
Segredos e fantasias que guardava
De amores inocentes...
Era lá que sonhava
Os mais castos sonhos
De menina irrequieta
Quando vivia a efervescência
E a explosão dos hormônios
Que inquietam a adolescência!

Debaixo do pé de sabonete
Árvore frondosa, sombra gostosa
Onde sentava solitária e divagava...
Meus pensamentos como filete
De água dos córregos por onde andava
Faziam-me lembrar das outras crianças
Dos seus banhos, seus corpos nus
Ainda em formação, nos seus tenros anos...
E sentia vontade de pular naquelas águas cristalinas
E mergulhar meu corpo nu, meus sonhos e desejos
Fazer tudo como faziam aquelas meninas!...

Mas meus pensamentos se arrefeciam
Desencontrados e soltos eram meus desejos
Sempre que voltava àquele vilarejo...
Da minha mãe a ordem expressa
Para não acompanhar as crianças do lugar
Mas eu corria assustada e com pressa
Para me desviar do seu olhar...

Boquiaberta, acompanhava
Os pulos das meninas na água!
E o mergulho mais profundo me cegava...
Eram meninas corajosas, não desobedientes
Estariam desafiando seus pais?
Elas me chamavam de menina medrosa
E me instigavam e provocavam
Enquanto eu só observava cada pulo
Cada mergulho destemido e tinha orgulho
Ao ver as águas que passavam!...
Meus olhos doíam como pés sobre pedregulho
E os reflexos do sol provocavam
Lágrimas que estavam guardadas...


Mena
Enviado por Mena em 21/08/2009
Reeditado em 21/08/2009
Código do texto: T1766093

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.

Comentários

Sobre a autora
Mena
Brumado - Bahia - Brasil
539 textos (117749 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 13/12/19 11:20)
Mena