Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Conversando a gente se entende

Cresci, não muito, vendo
Minha mãe falar com
As plantas, com os peixes no aquário
Com o arroz na panela.

Ela é doida? — perguntava eu
Será que eles entendem?
Cadê as orelhas das plantas,
Dos peixes, do arroz?

Minha mãe era louca?
Não, era e ainda é sábia
Conversando a gente se entende
Comecei a conversar também.

Conversava com os insetos no jardim
De dia tentava conversar
Com os tatus-bola, tímidos e enrolados
De noite com meus luminosos amigos vaga-lumes.

Foi muito bom, foi ótimo, mas
Virei gente grande, não muito,
Achei que não acreditava mais
No que acreditava quando falava com eles.

Hoje, tentativa de poeta, converso com o papel,
Com os passarinhos, com a florzinha amarela
Na rachadura da calçada, com o céu azul,
Com as nuvens escuras, com a chuva, comigo mesmo.
Carlos H F Gomes
Enviado por Carlos H F Gomes em 09/03/2007
Código do texto: T406575
Classificação de conteúdo: seguro

Comentários

Sobre o autor
Carlos H F Gomes
São Paulo - São Paulo - Brasil, 48 anos
205 textos (18089 leituras)
1 e-livros (456 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 30/09/20 13:30)
Carlos H F Gomes