Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Exílio

Exílio.
Delasnieve Daspet
.
Céu azul. Sol escaldante.
Brisa suave e perfumada.
Verdes colinas no azul das matas,
Cantos de pássaros na madrugada,
És assim,  canto de meu encanto!
.
Terra minha,
De límpidos rios que cruzam os cerrados
Meu refúgio tranqüilo
Onde sempre vivi.
.
Agora que o sonho se foi,
Como ficar aqui?!
.
Terra minha!
Nada foge de teu olhar materno,
Sabes de meu penar...
Como desfrutar do teu encantamento?
.
Me consome a tristeza.
A saudade é meu verbo.
Andarei por mundos infindáveis
- Esgotando a desventura -
Para que eu possa voltar.
.
Até lá, ouve meu grito,
Meu canto e  lamento,
Das profundezas do infinito!
.
Te deixo um adeus.
Um pedido de paz
E de perdão por te deixar...
Não voltarei a ver-te,
Até que caia ao vento
A folha do esquecimento!
DD_03-06-2002 02,00 hs - Campo Grande MS
http://www.usinadeletras.com.br/exibelotexto.php?cod=40780&cat=Poesias&vinda=S
http://grupolunaeamigos.blogspot.com.br/2013/06/delasnieve-daspet-in-exilio.html
Delasnieve Daspet
Enviado por Delasnieve Daspet em 09/06/2013
Código do texto: T4333278
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Autoria: Delasnieve Daspet). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Delasnieve Daspet
Campo Grande - Mato Grosso do Sul - Brasil, 68 anos
694 textos (32044 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/07/19 07:15)
Delasnieve Daspet