Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Dama Negra

O sangue sujou a roupa
Sujeira que parece arte
Se confunde com o escarlate
Que cerca a sua boca

Lâmina que se põe inquieta
Na bainha de todo guerreiro
E mesmo ante a morte o anseio
De vê-la cumprir sua meta

Esta noite olhei para ti
E escorriam lágrimas secas
Lágrimas da Dama Negra
Que caiam todas sobre mim
BOI (Luciano Alencar)
Enviado por BOI (Luciano Alencar) em 08/09/2005
Reeditado em 01/04/2006
Código do texto: T48783
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
BOI (Luciano Alencar)
Brasília - Distrito Federal - Brasil, 33 anos
246 textos (27019 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/07/20 09:30)
BOI (Luciano Alencar)