Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A vida de Alex


 (Depois da condenação)

O caminho da desonra é a cela onde pisa.
 Os sonhos de glória, na infância, tão orgulhosos.
 Seu nome sujo pela afronta da profetisa;
 Ofereça aos juízes, grupo de engenhosos,
A sua amargura intrépida,
 O seu pobre sorriso indignado.

Nesta sala, Deus vê a fealdade das almas,
 Dois homens mudos, com sua vergonha escancarada,
 Os jurados escutam seus olhos de blasfêmias.
 Clama a alma pela injustiça assassinada
 Veja ao seu redor na sombra
 Um sepulcro disposto.

Eles o condenaram, o futuro no escuro.
 Você gritava: a periferia sem refúgio.
A triste vida sem apólice de seguro.
A figura materna em martírio
 Insultou o seu destino,
 E vingou-se com sangue inocente.

Os tempos eram difíceis desde crianças,
 Os meus santos em oração,
A sua revolta sem esperanças,
 Ilusões de riquezas sujas desaparecem diante do puro coração,
A sombra no seu rosto
 As barras de uma prisão!

O vilão seduz o humano coração em sua baixeza,
 O ultraje injusto é transformado em promessas de glória.
 Escolhemos os nossos caminhos, filhos da pobreza.
 Tão jovens com tantos inimigos na memória.
Suelen Queiroz
Enviado por Suelen Queiroz em 07/04/2019
Código do texto: T6617903
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Suelen Queiroz
Curitiba - Paraná - Brasil, 30 anos
15 textos (100 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/06/19 09:32)