Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DEIXA DE SER ...

É exatamente nas horas silenciosas,
Que a inspiração traz belas poesias.
Chegam perfumadas como as rosas
Aplacando as dores nas noites frias.

Então, os poetas caçam suas penas
E os grandes calhamaços de papel.
Põe-se a escrever as lindas cenas:
Sua imaginação aproxima-se do céu.

O relógio corre e as horas avançam,
O astro rei já está prestes a surgir.
Mentes de poetas nunca se cansam
Vivem ocupadas, não querem dormir.

Faz uma pequena pausa para o café,
Em seguida retornam para a sua lida.
Continuam compondo com a sua fé:
Dá sequência a missão de sua vida.

Mas chega um dia que tudo se finda,
Pois, também os poetas são mortais.
Até mesmo aquela poesia mais linda:
Deixa de ser mencionada nos jornais!

Roberto Jun
Enviado por Roberto Jun em 24/03/2020
Código do texto: T6895542
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
Roberto Jun
São Paulo - São Paulo - Brasil
1463 textos (42304 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 28/03/20 14:04)
Roberto Jun