Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Minha cara na janela.

Minha cara na janela
Minha janela uma moldura
Uma fotografia
Minha cara amiga alegria
Há quanto tempo não te vejo
Ou não te via?
Querido medo vivo
Há muito sobrevindo
Por ser amigo do segredo
É que tenho assim...sobrevivido
Sem mais ninguém por mim
Algo parecido
Com a ausência de uma dor qualquer
Fingir preparado
Pro dia que  ela vier
Faz de conta que eu perdi as contas
de quantas vezes ela já veio
E que esteve em meio a tantas passagens
Não, não é tudo que a gente conta
Simplesmente assim
A vida é bela ainda
Numa tarde de segunda-feira
Um dia qualquer
A cara na janela
A janela é uma moldura
Uma fotografia
O tempo é uma onda
A vida é um mar que se quebra distante
Longe de outros olhares
Se havia medo, naufragou
Junto ao sorriso da janela
Aquela cara da fotografia, que um sorriso tinha
É preciso dizer, eu não sabia
Mas não era, nunca foi minha.

Edson Ricardo Paiva.
Edson Ricardo Paiva
Enviado por Edson Ricardo Paiva em 21/01/2021
Reeditado em 26/01/2021
Código do texto: T7164943
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
Edson Ricardo Paiva
Araras - São Paulo - Brasil, 54 anos
875 textos (13430 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/03/21 23:33)