Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Rio Manso

Um rio caudaloso e manso
Com um pequeno barco a navegar
Às vezes, se aproveita do remanso,
Para dar-se uma pausa e cochilar.
Mas na hora que vem a tempestade,
Mãos à obra, alguém tem que remar.
A cada hora um rema com vontade
Para o lutador poder ir descansar
Acho a vida parecida com esse rio!
Chego mesmo a pensar que são iguais.
Muitas vezes à deriva e por um fio,
Depois aparecem braços fortes e reais.
Acho que são fases da existência:
Se existe paz, tudo bem... é o remanso,
Dúvida? È só remar com competência.
Solidão? Deriva e luta sem descanso.
É noite triste? Tempestade, escuridão.
É dia claro? Alegria... remando em frente.
Se o dia é cinzento, encalha a embarcação.
E se é o momento, o Pai rema pela gente.
Pássaro Feliz
Enviado por Pássaro Feliz em 01/12/2006
Reeditado em 28/04/2008
Código do texto: T307228
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Pássaro Feliz
Barbacena - Minas Gerais - Brasil
131 textos (10819 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/12/17 06:29)
Pássaro Feliz

Site do Escritor