Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O silêncio Enlouquece

O silêncio enlouquece!

O silêncio enlouquece
Com vozes roucas que não sei...

Não vivo por este instante
Por esta calma,
Esta arma confortante...

Não morro esta noite!

Cá estou no abismo
Ser confuso
Indeciso...

O som ensurdece!

O som ensurdece com arpas de vazio
E versos de nada.
Nem canções
Nem homens

Não há samba
Pernas e bundas bambas...
Não, não haverá balanço!

Eu calo!

Eu calo
Como o relógio que paro
Observo a inerte sensação de chegar
No lugar
Nos altares
E Jah me espera
Com a fúria dos novos tempos
E o sangue da nova era...

Gritos me chamam!

Os gritos me chamam
As vozes cantam preces

No canto as chamas dançam
Com arpas de vazio...

O silêncio enlouquece!
((EU))
Enviado por ((EU)) em 24/01/2007
Código do texto: T357049


Comentários

Sobre o autor
((EU))
Macapá - Amapá - Brasil, 35 anos
212 textos (13567 leituras)
3 áudios (320 audições)
1 e-livros (7 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 25/09/20 02:09)
((EU))