Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

EU VI



Eu vi a natureza morrendo
Árvores tombando
No coração da Amazônia
Estradas de fogo se abrindo
Vi animais padecendo
Sob o poder da deusa plutônia

Eu vi o retrato da barbaridade
O sangue irrigando o chão
O germinar da divergência
Era a chacina da humanidade
Entre o homem e a paz, separação
O domínio da violência

Eu vi as marcas da agonia
Mortos em filas, deitados no chão
Com olhos abertos para o céu.
Armas de fogo aumentavam a porfia
Gritos rasgavam o ar, sem compaixão
O céu em chamas se fez véu.

E eu vi pela camada de ozônio
A terra sendo derretida
Ninguém antes se importou
O que reinava era o poder do Deus plutônio
E eu vi Deus no céu mostrando a terra prometida
Era o Juízo Final que ninguém acreditou.

Vi os sinais prenunciando nossa morte
A mim foi revelado tal presságio
Eu vi o fim do mundo nascer,
E um sino gemia de dor no campanário
Avisei e nada mais pude fazer.
Gilnei Nepomuceno
Enviado por Gilnei Nepomuceno em 10/03/2007
Código do texto: T407402

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
Gilnei Nepomuceno
Morada Nova - Ceará - Brasil, 59 anos
1216 textos (106505 leituras)
5 e-livros (223 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 29/09/20 01:31)
Gilnei Nepomuceno