Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A alma impressionista

Do delírio mais belo
Da fantasia porosa
Ao realismo mais terra
Ao cubismo mais concreto
À paz dolorosa
Das curvas, que o pensamento baila
Às retas mais duras, que o sentimento cala
A alma impressionista
Tem os seus quatro olhos
Que percebe, como o mágico artista
Que sente, como o realista filósofo
Que vê a existência por duas vias
O sonho e a realidade
O dobro de encantamento
A metade de um verso cantado
O triplo de um sol poente
Um quarto do armário usado
A alma liberta
O poeta corsário
Ora impressiona realidade, com cores, texturas
Ora enfeitiça loucura, com sobriedade, ternura
Aos mares não tem limites
Tem qualquer idade
Tontura!!
Ele borra o céu
Enquanto guarda sua essência
Pinta-lhe um auto-retrato
Fina fronteira com o deserto
Da luxúria à penitência
Do destino ao quase certo
O pintor quer  flor
A alma do seu reflexo,
quer a sua verdade, o seu afeto,
Quer os sentimentos, misturados aos cenários incompletos
Qual como o poeta impressionista
Que desenha, como escreve
Que descreve, como rabisca
Toda dinâmica de um momento
Toda passagem que é intermitente
Versos em movimento
O presente é o mais intenso
O passado é recorrente
Impressionistas, são os mais impressionados
Os mais artistas, os mais exaltados
Os mais declarados
A vida nunca os abandona
Nunca os decepciona
Ri quando chora
Chora quando ri
Os mais românticos, o amor é tudo,
vai do fato ao valor, de um dia agitado ao túmulo,
Assim é o realista romântico
O apaixonado artista
O tradicional vanguardista
O obsoleto futurista
A alma impressionista
Thiago Fávero
Enviado por Thiago Fávero em 20/01/2018
Reeditado em 24/02/2019
Código do texto: T6231201
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
Thiago Fávero
Bicas - Minas Gerais - Brasil, 32 anos
692 textos (9093 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/09/20 02:49)
Thiago Fávero