Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

FLUTUANDO nesse teu subterrâneo azul



Como quem perdeu o medo;
como quem encontrou segurança;
mergulho 'de costas' nesse teu
azul subterrâneo, livre, diferente,
nobreza elegante; simples sofisticação.


Como é envolvente esse sentimento
azul escuro, que me invade a alma,
me tranquiliza e me traz calma,
nesse momento de quase pânico,
onde espinhos invisíveis me ferem...


Onde estás? Porque te afastas,
ó meu Condor Azul? Estarás
preso em alguma gaiola gigante,
sendo tratado com pão e água?
Mas se és de carne, que gostas!


Dançando nos ares, como casal
de Araras Azuis, nos vejo, livres;
Construindo nosso 'ninho' nos
mais altos cumes das montanhas,
como águias poderosas, a planar...


Onde foi parar meu 'sangue azul'?
E o teu? se ora és escravo, preso
pela tua consciência aristocrática,
onde a honra tem mais valor
que qualquer outra coisa?!!


Saibas que diante desse teu
ser subterrâneo, gótico humor,
com sede de liberdade azul,
como o céu e como o mar...
Deves te libertar... no humilhar...
Perdoar, vencer, e seguir...


Profundezas azuis, quase sem fim,
com nuvens brancas a bailar;
com ondas brancas a lamberem
a praia, a nos molhar...
Céu e mar; mar e céu;
___ A nos chamar...


Onde andarás, meu Butterfly Blue?
Águia, Condor, Arara azul...?!!

Pois, como uma Owl Butterfly
estou, a observar toda essa
infringência. Melancólica tristeza...
Que tortura seres
___ com sede de liberdade...


Onde andarás, meu Nobre Azul,
Águia, Condor, Arara blue?!

Como uma Owl Butterfly;
Com olhos de coruja; olhos
de águia, estou  a planar,
nesse infinito azul,
___ apenas, a olhar...

Porém, como fêmea condor,
estarei apenas a observar.
Intervir não! Deixar fluir...
Para ver onde, quando, então,
___ poderei pousar!



Lilith a Guerreira
Enviado por Lilith a Guerreira em 15/05/2019
Reeditado em 19/05/2019
Código do texto: T6648185
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Lilith a Guerreira
Chania - Crete - Grécia
156 textos (3718 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/05/19 08:42)
Lilith a Guerreira